Regras de Conduta

É rigorosamente vedado a todos os colaboradores, no exercício de suas atividades na FNQ:

1. Aceitar ou receber, direta ou indiretamente, gratuidades ou vantagens pessoais de qualquer natureza que representem valor, provenientes de pessoas físicas ou jurídicas que se relacionam com a FNQ;

2. Comunicar-se, apresentar-se ou executar qualquer atividade em nome da FNQ, ou passando a impressão de estar agindo dessa forma, sem estar devidamente autorizado para tal. Quando autorizado, apresentar-se apenas na função específica para a qual tenha sido designado;

3. Agir de forma indigna, indecorosa, antiprofissional e sem zelo, junto ao público e a interlocutores que possam, de alguma forma, associar sua imagem à da FNQ;

4. Deixar de zelar pela correta aplicação deste Código e omitir-se em consultar ou informar a Comissão de Supervisão da FNQ sobre possíveis ocorrências de violação.

É rigorosamente vedado aos membros da Banca Examinadora:

1. Aceitar honorários, comissão ou atenções pessoais que representem valor, de candidatas atuais ou de anos anteriores, que possam, de alguma maneira, gerar suspeitas quanto à integridade do processo de premiação;

2. Oferecer serviços de consultoria ou qualquer tipo de assessoramento para organizações que tenha avaliado, por pelo menos dois anos após o ciclo de premiação;

3. Usar informações privilegiadas decorrentes do processo de avaliação ou de julgamento, como forma de obter vantagens pessoais ou de oferecer serviços profissionais;

4. Utilizar ou reproduzir, em benefício próprio, para fins comerciais ou de recebimento de vantagens diretas ou indiretas, sem prévia autorização, quaisquer materiais ou publicações, total ou parcialmente, de propriedade da FNQ;

5. Comunicar-se com as candidatas solicitando documentação, informações ou esclarecimentos sobre o Relatório da Gestão, o planejamento da visita ou quaisquer outros assuntos relativos ao processo de premiação, sem autorização prévia da FNQ;

6. Usar a logomarca do PNQ ou da FNQ como identificação de sua condição de examinador ou juiz;

7. Informar ou mencionar, para qualquer finalidade, a titulação de funções exercidas ou em exercício na banca examinadora, sem ter participado efetivamente da avaliação das candidatas, sem citar os respectivos anos de designação e, no caso de ciclos anteriores, sem ter recebido o certificado de participação. A condição de membro da banca examinadora deve ser informada como "Examinador <ano>", "Examinador Relator <ano>", "Examinador Sênior <ano>", "Juiz <ano>".

Loading